1
três palavras

Sergio Cohn

1. Dádiva

Existe o saque, o se apropriar do alheio. A primeira quebra, o primeiro movimento de superação. E existe a dádiva. Só interessa um mundo onde oportunidades possam ser desperdiçadas, já dizia um mestre. Só interessa um mundo que possibilite, em seu excesso, em sua exuberância, a oferta, a graça.


2. Tempo

Não o abstrato, mas o que nos cerca. O tempo é um aquário mergulhado em alto-mar, cujos limites só são tangíveis pelo toque de corpos, idéias, palavras. Interessa o que há de futuro nele, as questões ainda não formuladas. Interessa transbordá-lo, estar além, imerso no espanto, o amor mínimo que as coisas nos doam, quando se desvelam. Interessa o que desregra e possibilita.


3. Habitar

Pertencer. Tecer uma relação afetuosa com tudo. A atenção total. Conhecer é o que permite leveza nos caminhos. Habitar é o que permite o movimento.

.

Sergio Cohn

É poeta, autor de "Lábio dos afogados" (ed. Nankin), "Horizonte de eventos" (Nankin) e prepara o lançamento de "O sonhador insone". Durante dez anos editou a revista "Azougue".



 
1